quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Munhehere = Muenheher - Rapto de mulheres e crianças


Exibir mapa ampliado
Um grupo inimigo estimado em cerca de 30 elementos armados com automáticas, morteiro ligeiro e Bazooka, aproximaram-se da povoação de Munhehere (antiga circunscrição de Mandimba, Posto de Belém). Atacaram-na e mantiveram-na debaixo de fogo durante uma hora e meia. Incendiaram algumas palhotas e raptaram 45 aldeados, na maioria mulheres e crianças, bem como 2 espingardas Mauser.
Após perseguição pelas nossas tropas, o grupo inimigo bateu em retirada, atravessando o rio Lugenda, em direcção a Maúa.
As populações do aldeamento de Munhehere, receosos, afirmam que caso as nossas tropas retirem da referida zona, regressam com elas.
Da história oficial da C. Caç. 4242
[Assim foi necessária a manutenção de um pelotão de destacamento da C. Caç. 4242 naquele zona, resultando duros reveses para as nossas tropas, nomeadamente 2 mortos (1º cabo António Costa Oliveira e o sold. António Cunha Fernandes) ,alguns feridos, isto tudo após o 25 de Abril de 1974, enquanto não cessava o fogo.]
Este último parágrafo é da autoria do director do blogue

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Lucas desapareceu

(...) Quem é LUCAS? “Um rapaz que ficava no quartel, em MANDIMBA, no NIASSA. António Borges partiu em Setembro de 1970. O seu irmão chegou três anos depois ao mesmo país. “Já quase em 1973, veio o meu irmão, precisamente para o mesmo sítio e encontra-se com o LUCAS. Pelo nome ele veio buscar-me. O rapaz estava a cumprir o serviço militar português em NOVA FREIXO. O meu irmão também era mecânico e eles conheceram-se. “NOVA FREIXO, que hoje se chama Cuamba, continua a ser a cerca 150 quilómetros de MANDIMBA, na província do NIASSA. De Lucas, nem sinal. (…)“Moçambique – O regresso dos soldados” Ricardo Marques, jornalista do Correio da Manhã Edições D. Quixote]
Ler aqui o texto completo

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

OPERAÇÃO NADIR III

NADIR 80 – 15ABR1974 – ROLA
Patrulha até Minhomar, seguida de nomadização entre os rios Matonge, Mecutira e Mecolume, com montagem de emboscadas no rio Minhange, em possíveis locais de travessia do inimigo, por 5 dias.
Progressão, picagem descontraída.
São militares da C. Caç. 4242
NADIR 81 – 18BR1974 – RATO
Patrulha moto até ao aldeamento de Juma, seguida de nomadização entre os rios Chiudo, Lissimba, Luchímua e Lugenda, por 5 dias.
NADIR 85 – 26ABR1974 – GATO
Nomadização entre os rios  Mapulazia, Luchímua, Linha do Caminho de Ferro, nascente do rio Lissimba, com montagem de emboscada no rio Luchímua, em locais de travessia do inimigo e batida ao monte Mecongo, por 5 dias.
In História da Companhia, pag. 84

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

domingo, 12 de janeiro de 2014

Panfleto da Frelimo

Panfleto da Frelimo deixado na zona de Mandimba em 1974, antes do cessar fogo:


Frente de Libertação de Moçambique - Frelimo
Acção psicológica em M´ponda,
entre a povoação de Muita e Napulo;

 o condutor da viatura é o Taveira
Milicianos: nós da Frelimo sentimos o vosso tempo perdido de uma preocupação pela situação que Portugal enfrenta nesta hipótese.
A vida que vos levam de andar a perseguir a força da Frelimo é em vão em curtas palavras.
Digamos vos que a Frelimo muito breve triunfará. Esta luta é para bem do Povo.
Nós lutamos contra o colonialismo. Não contra o Povo.
Viva a Frelimo.

domingo, 5 de janeiro de 2014

Mandimba, Mozambique, sings ngondo


Em certos momentos deste vídeo clip surgem imagens das ruínas do nosso quartel em MANDIMBA, reparem bem.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Maúa

Marcharam em 31JAN1973 para Maúa, a fim de ali ficarem destacados os elementos do grupo de combate “RATO”, com o seguinte pessoal da formação:

Militares da C. Caç. 4242
1º cabo enfermeiro – 08889670 – Carlos Joaquim Ribeiro Almeida
Soldado radiotelegrafista 02219972 – José Cerqueira
Soldado auxiliar de cozinheiro – 04058372 – António João dos Santos
Soldado  condutor auto rodas – 05132072 – Carlos António Pereira Taveira
                                                  - 05145172 – José Luis Barroso Silva                                    

In História da companhia