quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Mensagem do Azevedo

Jorge Azevedo enviou uma hiperligação para o blogue:
"Votos de um BOM NATAL e também ANO NOVO, para todos os camaradas da CCAÇ. 4242/72, seus familiares e amigos.
Azevedo"

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Operação "Nanico II"


 "Nanico 84" - 16JUL1974 (antes do cessar fogo) - Grupo de combate Lobo
Nomadização entre os rios Mapulázia, Luchímua, Lissimba e linha do Caminho de Ferro Belém-Catur, com montagem de emboscadas no rio Luchímua, em locais de eventual travessia do inimigo e batida do monte Mecongo. Lançamento do pessoal na ponte do rio Luchímua e recolha do pessoal na povoação de Juma, por 7 dias.
"Nanico 85" - 18JUL1974 - Grupo de combate Lince
Patrulha moto até à povoação de Mucossola, seguido de nomadização entre os rios Lissimba, Luchímua e Lugenda, com montagem de emboscadas no rio Lugenda e batida do monte Tchondé, por 7 dias.
In História oficial da C. Caç. 4242
Na foto 2 militares graduados da Companhia estudam o cenário de defesa de eventual ataque. Ao lado direito é a fronteira do Malawi; na rectaguarda o monte Abudo.

(Clique na imagem para ampliar)

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

A garrafa


Milton Mota enviou mensagem e fotos para o blogue:


"Aqui se certifica aquela história que tive com o capitão Nunes.
Só bebia pela garrafa; a bebida daquelas garrafas?
Talvez SBEL - Whisky para as dores de dentes."

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Rio Lugenda

O rio Lugenda é um rio de Moçambique, afluente da margem direita do Rio Rovuma.

Nasce no lago Chiuta, partilhado com o Malawi, percorre o lago Amaramba, a norte e, a seguir toma a direcção SO-NE, atravessa os distritos de Mandimba e Majune, faz parcialmente a fronteira entre este distrito e Marrupa e entre este e Mecula, a seguir separa este distrito do de Mueda, confluindo com o rio Rovuma perto de Negomano, no extremo noroeste da província de Cabo Delgado.
Recebe vários afluentes, entre os quais se destaca o rio Lureco.
(Wikipédia)
A natureza superou-se na hora de criar o Niassa. E em nenhum sítio é tão claro como nas margens do rio Lugenda, paraíso de plantas, homens e animais. (A Volta ao Mundo, Janeiro 2009)
Na foto acima 4 ex-militares da C. Caç. 4242 banham-se na cascata do rio Lugenda, muito próximo de Mandimba. Jovens despreocupados, com 22 anos de idade, ignorando os jacarés e a praga dos macacos e as cobras e o feijão macaco, a matacanha e a micose e os "afrontamentos" (Faça clique na imagem para ampliar e descubra os artistas).
O director do blogue
Azevedo enviou uma hiperligação para o blogue:
"Em cima, da esquerda para a direita, borges e silva, ao meio andrade e em baixo Azevedo. Três putos, não há dúvida!... Abraços, Azevedo"

sábado, 22 de setembro de 2012

OPERAÇÃO DENTE

“DENTE 4” – 06MAR1973 – LOBO

Nomadização entre as serra Samba e Iapane, por 2 dias, em consequência de exploração de notícia por patrulha de reconhecimento na zona de Cantina Viegas, por 3 dias.

“DENTE 7” – 12MAR1973 – LOBO

Patrulha moto até Matoto, seguido de nomadização na região dos rios Matonge, Mecutira e Minhange, por 4 dias.

“DENTE 9” – 18MAR1973 – LINCE
Nomadização na região da serra Lipembecué e na margem norte do lago Amaramba até à fronteira com o Malawi, por 4 dias.

“DENTE 10” – 21MAR1973 – COBRA
Patrulha moto até Licuácua, seguido de nomadização na região entre o rio Lussangadze e rio Luaca, por 4 dias.

História oficial da C. Caç. 4242

 
 

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Luiz Goes - Canções do Mar e da Vida


Luiz Goes, um dos maiores intérpretes do fado de Coimbra que, nós militares da C. Caç. 4242, ouvíamos nas noites mais sombrias, a partir daquele célebre gravador de fita que a messe dos oficiais nos quis surripiar. Bons tempos, apesar de tudo.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Mensagem e vídeo do Carrola


O companheiro Carrola enviou uma mensagem a todos os militares da C. Caç. 4242, juntamente com algumas fotos das quais eu fiz um vídeo que lancei no Youtube."Ò meu caro amigo, ainda continuo à espera do teu telefonema numa das tuas visitas ao Fundão.
Envio agora algumas fotografias para publicação no blog se for possível, e ao mesmo tempo desejar a todos os nossos camaradas amigos saudações, tudo de bom para eles, e um abraço do
Carrola."

sábado, 1 de setembro de 2012

A vida é um dominó

 

Rui Jacaré enviou a seguinte mensagem: É caso para dizer "Xeque Mate"!

sábado, 11 de agosto de 2012

Não sou mártir nem herói

O silêncio que invade a cabine do velho jipe Land Rover é interrompido pelo estrondo forte de uma explosão. Em segundos, o tejadilho desaparece, os vidros estilhaçam e um fumo espesso toma conta do interior da viatura. Segue-se uma saraivada de metralhadoras.
O ataque ocorreu (...) na estrada que liga Massangulo a Mandimba, diocese de Lichinga, e está contado pelo sobrevivente, num registo quase fotográfico, no livro «Sangue que a terra bebeu».(...) No final da década de 60 do século passado, foi enviado para Belém e Mandimba, em Moçambique, para abrir novas paróquias, prestar assistência religiosa a dois quarteis militares, lecionar na escola primária e acompanhar 16 escolas-capelas rurais. Em dois anos, conseguiu erguer a residência, uma capela e deixar as fundações de uma nova Igreja. Regressou, 18 anos depois, para uma nova empreitada em Mitande, Mandimba, Massangulo e Mwita (...)

SE QUISER LER O TEXTO COMPLETO CLIQUE AQUI

domingo, 5 de agosto de 2012

Cu de Judas

Kaúlza lança a operação Fronteira, a construção em Nangade, junto ao Rovuma, na fronteira com a Tanzânia, de uma vila com todos os requisitos da “vida moderna” (incluindo circuito interno de TV), a ligar ao Índico por estrada asfaltada. Nangade fica no meio de coisa nenhuma, num daqueles sítios de exílio interior a que os soldados portugueses se habituaram a chamar “cu de Judas”. O megalómano projecto de Kaúlza consistia em criar uma obra modelo que sirva de padrão a outros aldeamentos moçambicanos e atraia a população conquistada pela Frelimo. (…) A nova Nangade nunca será construída, ficando entregue à voracidade da selva, como um insólito monumento aos improváveis sonhos do comandante-chefe de Moçambique (…).
Os Anos da Guerra – João de Melo – Círculo de Leitores, pag. 18

sexta-feira, 13 de julho de 2012

PLATEIA

Mandimba, 2 de agosto de 1973
Um camarada nosso teve a ideia de enviar o seu nome para a revista “PLATEIA”, pedindo correspondentes. Passadas que foram algumas semanas chegaram cartas em quantidades elevadas que de imediato eram sorvidas por nós. Os remetentes eram diversos: criadas, professoras e estudantes. Algumas apresentavam propostas muito sérias…
Pois o nosso amigo S… recebia dezenas de cartas no dia de chegada do correio. E que fazíamos nós? Resolvemos escrever-lhe umas cartas amorosas como se fôssemos umas moçoilas. Até colocámos selos da metrópole, não descobrindo ele a marosca…
Diário de militar da C. Caç. 4242

terça-feira, 10 de julho de 2012

Sevilhano – o Padeiro – Uma História que Aconteceu

-->
A História da vida e da morte do soldado Sevilhano [António Cunha Fernandes] conta-se em poucas palavras. Natural de uma aldeia do norte - como a maioria dos militares da companhia -, cedo foi mobilizado para servir no Ultramar. Integrado na C. Caç. 4242 foi direitinho a Mandimba, no Niassa, uma localidade perdida entre Nova Freixo [Cuamba] e Vila Cabral [Lichinga], junto à fronteira com o Malawi e perto do lago Amaramba. Especialdade: padeiro…de noite cozia o pão que cada grupo de combate haveria de levar no dia seguinte para operações no mato. E ainda o pão que os outros colegas militares consumiam no dia-a-dia no quartel. Eram umas boas centenas de pães que diariamente o Sevilhano cozia. O forno localizava-se no quartel de Mandimba, de onde ele nunca saía para o mato em operações, pois o seu mister assim o exigia. Mas naquele mês de Julho de 1974, enquanto os cabecilhas de Lisboa e os cabeças de ar condicionado das regiões militares não resolviam o rumo do cessar-fogo, a sua má sina chegara. Na sua primeira saída do quartel, em destacamento de pelotão para a zona do Munhehere e em missão de padeiro naquele destacamento, uma mina traiçoeira ceifa-lhe a vida, assim como a do cabo Oliveira. Não me sai da cabeça pensar que todas as noites o soldado Sevilhano riscaria no ferro da cama ou na parede da caserna os dias que faltavam para acabar a comissão e cada dia que passava era menos um dia para o regresso a casa. Depois dormia. Mas naquele fatídico dia 15 de Julho de 1974 o sono foi eterno. Equívocos da guerra colonial! Mas a história de guerra do soldado Sevilhano tinha imensos equívocos - sem equívocos não se escreve a história. Se ele pudesse ter riscado tantos dias quantos os dos seus companheiros, apenas seriam necessários 60 dias. E passaria umas semanas em Nampula e outras tantas na Beira aguardando embarque para casa.

sábado, 7 de julho de 2012

VIAGEM A BORDO DOS BOEING DOS TAM



Atenção estúpidos !!!


Vamos lá a apagar as putas das beatas e apertar os cabrões dos cintos.


Todo o sacana que for apanhado de beata nos queixos ou com o filho da puta do cinto desapertado, enquanto o caralho do avião for a subir, já sabe que leva uma porrada!...


Tomem lá atenção a esta merda: se por acaso a gente estiver à rasca com a porra da pressão, há-de cair-vos uma merda duma máscara igual a esta em cima dos cornos.


Outra coisa que vocês devem meter nos cornos é o seguinte: nada de brincadeiras a apalpar o cú aos nossos cabos especialistas; deixem-se dessas merdas, olhem que eles não são nenhumas hospedeiras. Se algum sacana é apanhado a fazer isso já sabe que está fodido!!!


Daqui a bocado vai ser distribuída uma ração a cada gajo. Vamos lá a comer essa merda com cuidado, a ver se não há nenhum urso a atirar com as putas das latas para o chão. Todo o sacana que tiver a sua área suja, há-de limpá-la com a língua.


Entendidos seus filhos da puta???????...
(Panfleto humorístico distribuído no momento de embarque no avião dos TAM que nos haveria de transportar à Metrópole nos idos de Outubro de 1974)

segunda-feira, 25 de junho de 2012

MANDIMBA, 21 DE MARÇO DE 1973

Militares da C. Caç. 4242 - escolta
No domingo passado os turras colocaram 4 minas na linha férrea de Nampula-Vila Cabral, que passa em Belém, a cerca de 40 km de Mandimba. O local onde os engenhos explodiram pertence à nossa zona de acção. Eram 4 minas ligadas mas apenas rebentou uma que atingiu a última carruagem, provocando o descarrilamento do comboio, ferindo dois soldados e um furriel. Apanharam um grande susto os militares de uma companhia que vinha da Metrópole e que ia para Nova Coimbra, no Niassa.
Diário de um militar da C. Caç. 4242

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Mensagem do João Macedo - Quem é quem?

Camarada e amigo! Para dares a conhecer a quem bem entendas. Em anexo fotografia para ser sujeita a concurso. O 1º a identificar os focados em 1º plano, deverá ser premiado. Do prémio darás conhecimento oportunamente, para te dar tempo de o escolheres. Me informa da evolução do concurso. Aquele abraço. As respostas deverão ser enviadas para o mail do nosso director (Psícola); só desta forma poderão concorrer. Participa

quinta-feira, 31 de maio de 2012

27º Convívio - Casa do Mota


A força de coesão leva-nos a reactualizar as experiências e lembranças que possuem uma forte carga simbólica gerando este conflito entre os jovens que fomos e os homens que somos.
Vamos lembrar Moçambique, país que nos viu rapazes, onde cumprimos quase dois anos de dever para com a nossa pátria. Portugal ia do Minho a Timor…

quinta-feira, 24 de maio de 2012

O regresso dos Soldados

“Nunca deixo de pensar naqueles soldados de corpos queimados dos pés à cabeça, tudo a pedir água e soro. E uma pessoa está ali no meio, sem saber para que lado se virar. Aquele que chegou sem os dois braços e sem as duas pernas e pedia por tudo quanto havia para que o matassem! Chegamos a uma altura em que ganhamos coragem…Mas não, não podemos…
Moçambique, o Regresso dos Soldados, Ricardo Marques, Publicações D. Quixote, 2005


quinta-feira, 17 de maio de 2012

Quartel de Mandimba

"Foi tirada hoje ,dia 17 de Maio, um abraço."
Foi a mensagem do nosso amigo Manuel Garcia.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Operação Nanico 70`s

NANICO 76 – 19JUN1974 – Lince
Patrulha moto até Minhomar seguido de nomadização entre os rios Matonge, Mecutira e Mecolume, com montagem de emboscadas no rio Mecolume, por 6 dias.
NANICO 77 – 22JUNHO1974 – Cobra
Nomadização entre os rios Mapulázia, Luchímua, Linha do Caminho de Ferro, nascente do rio Lissimba, com montagem de emboscadas no rio Luchímua, em locais de possível travessia do inimigo, com batida do monte Mecongo e lançamento de pessoal na ponte do rio Luchímua, por 6 dias.
NANICO 78 – 26JUNHO1974 – Lobo
Batida da região entre o rio Lassalumué, LCF e rio Luchete, com montagem de emboscadas no trilho Muambico e lançamento de pessoal na ponte do rio Luchímua e recolha na Cantina Viegas, por 5 dias.
História oficial da C. Caç. 4242, pag. 165

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Fotos recentes do Quartel de Mandimba

O nosso amigo Manuel Garcia, da CART 1598, enviou 2 fotos do Quartel de Mandimba tiradas a semana passada.
Quem identifica este edifício?Messe de oficiais?

terça-feira, 1 de maio de 2012

OPERAÇÃO NADIR II

NADIR 93 – 2MAIO1974 – Gato

Patrulha moto até Juma seguido de nomadização entre os rios Chindo, rio Lissimba, rio Luchímua e rio Lugenda com batida no monte Chondé e montagem de emboscadas no rio Lugenda, em locais de possível passagem do inimigo, por 5 dias.

NADIR 94 – 4MAIO1974 – Rato
Patrulha moto até Minhomar seguido de nomadização entre os rios Matonge e Mecolume, com montagem de emboscadas no rio Minhange, por 5 diuas.

NADIR 95 – 6MAIO1974 – Galo
Patrulha na região entre o rio Lassalumué, Linha do Caminho de Ferro [Belém-Catur] e rio Luchete, com montagem de emboscadas no trilho Muambico, por 5 dias.
NADIR 96 – 7MAIO1974 – Rola
Nomadização na região entre os rios Mecongo, Mangalata e Mandimba, com montagem de emboscadas ao longo da fronteira e no rio Mangalate, em locais de possível travessia do inimigo, por 5 dias.
cHACUN À SON METIÉR
In História oficial da C. Caç. 4242, pag. 155

terça-feira, 24 de abril de 2012

Elefantes destroem 80 hectares de culturas agrícolas

O fenómeno atingiu as comunidades de Nkonga, Namiune, Mandimba e 5º Congresso, conforme o secretário permanente distrital de Nangade, Gilberto António Massute, o qual explicou que no primeiro trimestre foi abatido um búfalo considerado problemático, que aterrorizava as populações da aldeia Ngalonga.
Para saber mais consulte http://www.verdade.co.mz/ambiente/26747-elefantes-destroem-80-hectares-de-culturas-agricolas-em-nangade

quinta-feira, 19 de abril de 2012

OPERAÇÃO NANICO

19JAN1974 – Patrulha moto até Matoto seguido de nomadização na região entre o rio Matonge e o rio Minhange com montagem de emboscadas no rio Minhange, por 4 dias.
20JAN1974 – Grupo de combate Cobra inicia perseguição a grupo inimigo na região do rio Minhange, por 4 dias.
22JAN1974 – Grupo de combate Lince inicia patrulha até Chilangué seguido de nomadização na região da serra Iapane, com montagem de emboscadas na fronteira [Malawi], por 3 dias.
28JAN1974 – Grupo de combate Lobo, comandado pelo oficial de operações, inicia exploração imediata da região de coordenadas(1352.3543,5).

História oficial da C. Caç. 4242 – pag.166

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Mensagem do Azevedo

Azevedo  enviou uma hiperligação para o blogue:
São militares da C. Caç. 4242 aguardando a chegada de um cabeça de ar condicionado
Agradeço os votos manifestados pelo Silva e aproveito para  desejar também, a todos os ccaç 4242, uma páscoa feliz.
Abraço do Azevedo.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Mensagem do Silva

Boa Tarde.
Desejo-te uma Pascoa feliz assim como para toda a família.
Quero tambem enviar os mesmos votos para todas as famílias da 4242/72.
Um grande abraço.
Silva

domingo, 1 de abril de 2012

1 de Abril de 1974

Operação Nadir -71 - 1ABRIL74 - ROLA
Patrulha moto até Mulolo seguido de batida da serra Samba e serra Iapane com montagem de emboscadas ao longo da fronteira, por 5 dias.
Operação Nadir 72 – 2ABRIL74 – GATO
Patrulha moto até Juma seguido de nomadização entre os rios Chindo, Lissimba, Luchímua e Lugenda com batida do monte Dchonde e montagem de emboscadas no rio Lugenda em possíveis locais de passagem IN, por 5 dias.
Operação Nadir 73 - 4ABRIL74 – RATO
Patrulha moto até Minhomar seguido de nomadização entre os rios Matonge, Macutira e Mecolume com montagem de emboscadas no rio Minhange, em possíveis locais de travessia IN, por 5 dias.
Operação Nadir 74 – 6ABRIL74 – GALO
Batida da região entre os rios Lassalumué, Luchete e linha do caminho de ferro com montagem de emboscada no trilho Muambico, por 5 dias.
In História oficial da C. Caç. 4242, pag. 145

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Uma estória do Mota

Camaradas aqui envio uma de algumas passagens que tive com o nosso comandante, ex cap. Nunes (nesta altura eu já estava nos GEs); o dito já não era meu comandante. Ao cruzarmos na parada diz o Capitão: - ò furriel Mota olha que te andas a meter nos copos, toma cuidado. Resposta do furriel Mota: - está enganado meu capitão, eu só bebo pela garrafa.

um abraço a todos, e até breve

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Mensagem do Azevedo

Azevedo enviou uma hiperligação para o blogue:

Um bem haja ao grande amigo e camarada Milton Mota.O dia nove de junho vai ser um novo dia de festa para a familia ccaç 4242. Até lá, aquele abraço.
Azevedo

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Mensagem do Mota - Confraternização 2012

A todos os camaradas da C. CAÇ. 4242
Camaradas, estamos no ano de 2012, ano em faz 40 anos que nos conhecemos naquele quartel em Abrantes, jà com destino marcado para as savanas de Africa onde iríamos passar 2 anos da nossa juventude juntos, onde cimentámos as nossas amizades que hoje nos leva todos os anos a fazer todos os esforços para convivermos umas horas ao menos uma vez por ano.

Este ano como em tantos outros lá me calhou a mim organizar esse encontro. Sendo assim, e depois de ter consultado alguns camaradas, vou marcar a respetiva data para DIA 9 DE JUNHO.

A concentração será em CAMPANAS - CANTANHEDE (casa do MOTA); o restante está em estudo. Em breve haverá mais notícias. Um abraço a todos.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Estação de Tavira

40 anos volvidos, lembrando o Quartel de Tavira onde se tirava a especialidade de atirador de infantaria, transmissões (?) e armas pesadas.
Recordações da Atalaia, das salinas e da alfarroba...

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Mensagem do Azevedo

Jorge Azevedo enviou uma hiperligação para o blogue:

Teixeira, boa gente, um exemplar cabo na sala do soldado. Mas o Azevedo, também era boa gente, diz lá?...
Abraço do Azevedo

domingo, 1 de janeiro de 2012

Mensagem do Amarante

Boa tarde , Ex Camaradas de Armas.
Da minha parte desejo as mais sinceras felicidades e que o ano que começou seja para todos os amigos e visitantes deste blog cheio de alegrias na companhia dos que mais gostam...

Os melhores cumprimentos.

Assina: Avelino Teixeira conhecido por Amarante

Mensagem do Silva

Bom dia Almeida.
(...)Se puderes põe no Blogue os meus votos de Boas Festas para a malta em geral, pois não tenho hipótese de contactar com todos.
Um abraço.
Silva

Mensagem do Luis Marques

Desejo um Feliz Natal e um Prospero Ano Novo para todos os colegas da companhia de caçadores 4242/72.
Um obrigado ao Almeida por ser o responsavel pela nossa página.
Gostei muito da Lápide que foi enviada em memória do nosso colega soldado da guitarra "o Fevereiro".
Um abraço a todos.

Luis Marques