segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Extracto de Relatório da Companhia


“(…) 06 FEV 1974
A certa altura do percurso e quando era passada hora e meia de caminho, cruzámos uma picada antiga que actualmente serve de trilho ao IN [inimigo], mas que se encontrava armadilhada, segundo o Guia.
A partir desse momento começamos a cruzar diversos trilhos, uns batidos, outros impraticáveis e difíceis de reconhecer. Passadas que eram duas horas de marcha e após a travessia de um riacho, cruzámos um trilho muito antigo, que só foi reconhecido como tal a cerca de dez metros do riacho. Após a travessia deste por 19 homens do subgrupo dos GE [grupo especial] 401, um dos militares que seguia em 2º lugar, accionou uma mina A/P, ficando gravemente ferido. Foi imediatamente pedida evacuação em Heli, enquanto o resto do pessoal se mantinha imóvel, por suspeita de haver mais engenhos explosivos.
GE 401
Costa, Silva, Psícola, Cardoso e Niza, 
algures em Meponda ou Napulo
Passados dez minutos, quando o Furriel Costa, Cmdt. do GE, pretendia atravessar o riacho, a fim de juntar o resto das nossas tropas que se mantinha na outra margem, accionou outra mina AP, colocada entre o riacho e a primeira mina, a cerca de 1,5 metro desta. Após tratados os dois feridos, foram transportados para uma clareira, sendo evacuados três horas e meia depois.
Por que o Subgrupo ficou sem comandante e único graduado, e as nossas tropas sofrerem o efeito psicológico do rebentamento das minas, foi resolvido regressar, uma vez que também se suspeitava que a zona estivesse fortemente minada, inclusivamente fora dos trilhos, o que foi confirmado pelo Guia.
Chegados à linha CF [caminhos de ferro], fomos transportados a Belém e recolhidos em meios auto até Mandimba.(…)”
In “História da C Caç 4242”

sábado, 5 de outubro de 2013

OPERAÇÃO DEBELAÇÃO

DEBELAÇÃO 4 - 10 JAN1973 - CORVO + G DAVID + POP ARMADA
Nomadização e batida na margem sul do rio Luchímua, desde a serra do Scheculo até à fronteira, conjugada com emboscadas ao longo da fronteira, em coordenação com a operação "AUDAZ 23" da FIS do BCAÇ. 20, por 3 dias.

DEBELAÇÃO 6 - 17 JAN1973 - LINCE + G COM C. CAÇ. 4242
Nomadização na região da serra Scheculo, com batida da serra e da margem sul do rio Luchímua até à confluência com a serra Lissiete, em coordenação com o operação "AUDAZ 5" da FIS do BCAÇ. 20 e operação "AURA 4" da C. CAÇ. Vila Cabral, por 4 dias.

DEBELAÇÃO 9 - 27 JAN1973 - LINCE
Patrulha moto até Matreze, coordenadas 3536.1419, seguida de patrulha apeada ao longo da fronteira, com batida ao monte Chesula e serra Scheculo, por 4 dias.
História da C. Caç. 4242, pag. 12

http://www.youtube.com/watch?v=9Vml5UbrW8c