quinta-feira, 29 de maio de 2014

1,25 de cerveja pequena para cada militar

"Despacho do ministro do Ultramar autorizava a dotação de 1,25 de cerveja pequena/homem/dia para as Forças Armadas de Moçambique, a fim de ficar igual ao benefício concedido aos militares em Angola.
Militares da C. caç. 4242 num momento de descontração
A isenção de imposto a produtos para consumo das forças em operações era regulada por uma portaria (19 501) de 1962 do Minstério do Ultramar que isentava de imposto de fabricação e consumo o tabaco e a cerveja destinados às Forças Armadas em Moçambique, mas como o articulado do diploma apenas referia as isenções do tabaco, a cerveja ficou de fora, pelo que o Governo decidiu isentar 2,5 milhões de litros, o que correspondia em 1972 a uma capitação de meia cerveja pequena/homem/dia.
Finalmente, com este despacho do ministro do Ultramar, a capitação passava para os 1,25."
Do Livro nº 13 Os Anos da Guerra Colonial, Correio da Manhã, de 20 de Maio de 2009

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Quartéis - Capelas Imperfeitas


Quartel em Mandimba, Niassa,
1972-74
Ruínas do quartel em Mandimba, 2010
http://ccac3468.blogspot.pt/
(...) Os quartéis dispunham de instalações fixas, melhores ou piores segundo as circunstâncias, com órgãos de comando, administrativos e logísticos e foi nela que assentou o dispositivo militar português, sendo o mais típico da guerra o quartel da companhia, onde viviam o seu dia-a-dia cerca de 200 homens, comandados por um capitão. (...)

quarta-feira, 14 de maio de 2014

CONVIVIO 2014

Azevedo enviou uma hiperligação para o blogue:

Bem!... O nosso convívio, este ano, vai ter lugar em Braga, de acordo com o que no ano passado deliberamos em Gaia. A data é 5 de Julho no Alívio, Soutelo Vila Verde, restaurante "MARTINHO". Brevemente seguirão cartas com programa.

Abraço,
Azevedo

sábado, 10 de maio de 2014

Completamente nús...


Foto extraída de
http://o-lado-oposto.blogspot.pt/
 
(...) Alguns elementos da Frelimo ter-se-ão posto em fuga completamente nus, pois encontravam-se a descansar nas palhotas quando foram surpreendidos pelas nossas tropas da C. Caç. 4242, e tinham a roupa a secar. O número provável de elementos seria de 10 guerrilheiros e 5 mulheres, sendo o chefe da base um tal Eugénio Agia, conforme carta encontrada na palhota do mesmo.(...)
In História da C. Caç. 4242
Ler aqui o texto completo

segunda-feira, 5 de maio de 2014